Diocese de Santo André

PASCOM Brasil lança série de vídeos “fraternidade em ação”, com projetos que receberam recursos

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por meio do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e da Pastoral da Comunicação (Pascom Brasil) lançam hoje o primeiro vídeo da série “A Fraternidade em Ação” cujo objetivo é apresentar a cada 15 dias, de forma mais próxima, projetos que receberam apoio dos recursos arrecadados na Coleta Nacional da Solidariedade, realizada no âmbito da Campanha da Fraternidade 2022, cujo tema foi “Fraternidade e Educação”.

Em 2022, em razão da pandemia, o eixo nº 2 do edital FNS foi “auxílio a situações de insegurança alimentar e vulnerabilidade social. O eixo 1 foi “Apoio a projetos educativos” e o eixo 3 foi “capacitação para a geração de renda”. A partir da lista de projetos aprovados pelo Conselho Gestor do FNS em 2022, a Pascom Brasil selecionou um projeto em cada regional que pudesse expressar a realidade e onde também fosse possível contar com o trabalho voluntário de equipe de Pascom com disponibilidade para produzir o material.

O primeiro vídeo da série mostra o projeto “Estruturando nossa cozinha comum – o lugar onde fortalecemos o corpo e a nossa cultura“, realizado na aldeia Paiter, na terra indígena 7 de Setembro, em Cacoal (RO), no regional Noroeste da CNBB. O projeto contribuiu para a comunidade indígena estruturar a cozinha do Centro Cultural Wagoh Pakob na aldeia.

Segundo o líder indígena, Chicoepab Suruí Dias, responsável pelo projeto, a construção foi muito importante porque o Centro Cultural é um espaço onde os indígenas se reúnem para realizar suas reuniões, oficinas e rodas de conversa na comunidade. “O recurso foi muito importante para construir e equipar nossa cozinha. O projeto fortaleceu também com a segurança alimentar do nosso povo”, disse.

Visibilidade aos projetos apoiados pelo FNS

O bispo auxiliar da arquidiocese de Brasília (DF) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Ricardo Hoepers, enalteceu a parceria com a Pascom Brasil e destacou a importância da iniciativa para dar visibilidade aos grandes e importantes projetos apoiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade em todo o Brasil. “Cada vez mais o Fundo Nacional de Solidariedade se torna um sinal concreto de comunhão solidária, economia solidária e partilha solidária dos bens em prol daqueles que mais necessitam”, disse.

Para o coordenador da Pascom Brasil, Marcus Tulius, trata-se de uma primeira experiência de parceria entre a pastoral e o Setor de Campanhas da CNBB, com o objetivo de dar visibilidade aos projetos assistidos pelo Fundo Nacional de Solidariedade em 2022

“Esta é a missão da Pastoral da Comunicação: estar a serviço da ação evangelizadora. É uma oportunidade incrível de poder dialogar com as equipes que acolheram o convite para produzir os vídeos, acompanhar, direcionar e sentir bem perto como faz diferença a participação de cada cristão nas coletas. É uma forma de prestar conta a quem está contribuindo, não apenas como um ato formal, mas como uma experiência de vivência do Evangelho”, ressaltou.

O coordenador do Setor de Campanhas da CNBB, padre Jean Poul, ressalta que a iniciativa da parceria com a Pascom Brasil traduz o desejo da CNBB de contar a todos os nossos irmãos e irmãs o tamanho bem que a Coleta Nacional da Solidariedade faz por esse Brasil a fora. “A partir desse, e em cada vídeo, as pessoas conhecerão um exemplo das centenas de projetos apoiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade no país”, reforçou.

Pascom em Cacoal

A coordenadora local da Pascom, Talita Freitas Filgueira de Sá, destacou que o projeto visitado modificou o seu olhar sobre a vida. Ela explica que o acesso à aldeia demandou quase uma hora de deslocamento de carro e poucos minutos de canoa.

“Encontramos um povo que tinha Deus no olhar, pois eles tinham a natureza como produto do divino. O projeto veio no momento certo, em que deu apoio a aprendizagem de técnicas alimentares próprias de sua etnia. Lutar pela cultura e ter Deus no vento e no cantar dos pássaros me trouxe um sentimento de que eles realmente conseguem enxergar os milagres diários de Deus”, disse.

Nesta sexta-feira, 4 de agosto, o Conselho Gestor do Fundo Nacional de Solidariedade, o FNS, encontra-se reunido em Brasília, na sede da CNBB, para decidir quais dos 113 projetos que atenderam os requisitos constantes no edital de 2023, cadastrados para a segunda fase, receberão os recursos provenientes do Fundo.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024