Diocese de Santo André

8º Plano: Celebração Eucarística aprofunda formação de ministros

Pe. Gonise percorre as dez regiões pastorais com o objetivo de mostrar a forma correta de celebrar uma missa, em unidade e comunhão com os ensinamentos da Igreja

Com o objetivo de promover a unidade e a comunhão da Igreja Católica no Grande ABC, a “Celebração Eucarística: Caminho Catequético, Litúrgico e Mistagógico” para coordenadores e ministros extraordinários prossegue o itinerário pelas dez regiões pastorais da Diocese de Santo André. O quarto encontro aconteceu na manhã de sábado (08/06), na Região São Caetano do Sul, na Paróquia Nossa Senhora da Candelária, no Bairro Cerâmica.

A formação itinerante, que dura cerca de três horas e aborda todos os ritos da missa, já foi realizada nas três regiões de São Bernardo (Centro, Anchieta e Rudge Ramos) e passará por Diadema no dia 29 de junho, as 9h, na Paróquia Bom Jesus de Piraporinha (Praça Bom Jesus de Piraporinha, 118 – Piraporinha). As demais regiões receberão a celebração durante o segundo semestre de 2019.

De acordo com o assessor da Comissão Diocesana dos Ministérios Extraordinários, padre Gonise Portugal, a ideia dessa celebração de formação foi motivada pelo 8º Plano Diocesano de Pastoral, a fim de que todas as 105 paróquias e 264 capelas tenham a mesma comunicação nas missas, com o objetivo de aprofundar a linguagem litúrgica, o zelo pela eucaristia, por todos os sacramentos da igreja, pelos ministérios extraordinários, o bom decoro das  celebrações e o canto litúrgico.

“Explicamos parte por parte da missa. Porque liturgia é comunicação, liturgia é poesia como nos frisamos bem. A liturgia não é do padre, do bispo. É da igreja. E nós estamos a serviço da liturgia. Somos servos da liturgia. A liturgia é tradição da igreja. Tem que ter esse fio condutor, essa unidade. Não posso fugir daquilo que é o ensinamento da igreja, ou seja, mostrar aquilo que é correto e a nossa comunicação com o sagrado”, elucida o pároco da Paróquia Santa Maria, no Bairro Demarchi, em São Bernardo.

Ainda segundo Pe. Gonise, avanços são observados nas celebrações das regiões em que já foram realizadas as formações.

“As iniciativas e esforços de nossas lideranças de mudar e abolir alguns exageros tem surtido efeitos em cada região, mas ainda tem muito a ser modificado. Sem muito alarde. É no silêncio, no trabalho, no diálogo, na fraternidade e na caridade que conseguiremos mudar. Todos nós precisamos crescer sempre e o crescimento é gradativo”, projeta.

*

8º Plano de Pastoral

A Celebração Eucarística: Caminho Catequético, Litúrgico e Mistagógico para coordenadores e ministros extraordinários atende, principalmente, aos itinerários 1,2 e 3 do 8º Plano Diocesano de Pastoral, que trazem ações voltadas à cultura e espiritualidade do acolhimento.

Aborda a convivência e oração comunitária; oferece formação para o discipulado com o objetivo de proporcionar um Itinerário de vivência com Jesus; e traz ações que buscam a conversão para o acolhimento por meio do fortalecimento das estruturas para bem acolher.

*

Importância da formação

O casal coordenador diocesano da Comissão dos Ministros Extraordinários, Maria da Penha Santos, 59 anos, e Cláudio Manoel Pestana, 60 anos, considera de fundamental importância esse encontro para melhorar e aprimorar as celebrações nas regiões.

“Notamos a necessidade das pessoas, digo não só dos ministérios, mas ampliando para toda a comunidade. Nessa questão da celebração eucarística, as dúvidas são imensas e essas explicações vem ajudando, com as pessoas interagindo e obtendo respostas”, avalia a profissional liberal.

“Vamos conhecendo melhor o passo a passo da missa e o Pe. Gonise está explicando muito criteriosamente. Entendendo a missa em si é muito evangelizador. Por isso é importante que todos ministros e coordenadores participem e quem sabe ampliar para as pastorais”, complementa o gerente de vendas.

Ministra anfitriã, a professora Camila Santos Pestana, 36 anos, também destaca o aprendizado para servir mais eficientemente na igreja. “Adquirindo as informações da missa catequética, todo o aprendizado, as orações, tudo na prática, ajuda para que cada vez mais possamos servir melhor em nossa comunidade e estar sempre em comunhão com Deus”.

 

 

Compartilhe:

Homilia, Missa do Jubileu Diocesano 70 Anos da criação da Diocese de Santo André

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo