Diocese de Santo André

Celebração do Domingo de Ramos marca retorno de Dom Nelson à nossa Diocese

Como parte das mobilizações para a Semana Santa, a comunidade da Paróquia Nossa Senhora das Graças, na Vila Humaitá, em Santo André, acolheu o bispo emérito da Diocese de Santo André, Dom Nelson Westrupp, scj, que participou na manhã do dia 25 de março, da procissão e missa do Domingo de Ramos, celebrada na Capela São Francisco de Assis, na Vila Guarani.

Antes de percorrer o itinerário até o início da celebração, Dom Nelson saudou os fiéis com uma mensagem de reflexão, após a reta final da caminha quaresmal de penitência, conversão e caridade. “Temos essa semana para acompanhar Jesus. Cada dia da semana, se for ler, por exemplo, os evangelhos, um dia é a traição de Judas, outro dia é a negação de Pedro, o abandono dos discípulos. Enfim, Jesus ficaria muito contente se você procurasse entrar no coração dele e sentir o que ele sentia naquele dia e durante aquela semana. Preparando-se com alegria para dar a sua vida por nós. Pois não há maior amor do que dar a vida aos seus amigos”, salienta.

Durante a homilia, o bispo citou a flagelação de Jesus, na passagem pela tortura física, mas principalmente pelo sofrimento do coração: “A dor que nos despedaça não é aquela que exprimimos com gemidos. E sim aquela que fica silenciosa no coração. Essa que é a dor mais difícil de ser aceita”, para elucidar o mistério de Cristo sofredor e obediência. “Se a desobediência não tivesse entrado no mundo, não existiria sofrimento… A obediência consiste em fazer a vontade do Pai… Se eu for fiel a Deus, mesmo no sofrimento, certamente o céu está garantido”, comenta, como um aprendizado para os seguidores de Jesus Cristo.

Dom Nelson finalizou o discurso correlacionando a celebração da ressurreição de Cristo, no dia 1º de abril, ao significado da Campanha da Fraternidade deste ano: “A Páscoa terá sentido na medida que formos capazes de superar toda violência como nos pede o lema da campanha ‘Pois todos sois irmãos e irmãs’. Vivamos essa fraternidade com as bênçãos de Deus”.

Reportagem e Fotos: Fábio Sales

 

Compartilhe:

Homilia, Missa do Jubileu Diocesano 70 Anos da criação da Diocese de Santo André

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo