Diocese de Santo André

Frei Cláudio assume Paróquia Santo Antônio na Vila Alpina

Prestes a completar 13 anos de sacerdócio, religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos aceita missão de realizar trabalho mais próximo ao povo carente, na Diocese de Santo André

“Já fiz um bom diálogo com o povo, uma boa reunião com o CPP (Conselho Paroquial de Pastoral) e acredito que o maior desafio é o ‘arrebanhar’. Trabalhar e encontrar pessoas disponíveis para estar a serviço na comunidade”.

As palavras do Frei Cláudio Moraes Messias, da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, abrem as portas para os fiéis que o receberam de braços abertos na noite de domingo (16/02), em sua posse como novo pároco da Paróquia Santo Antônio, na Vila Alpina, em Santo André.

“Primeiramente agradeço a Deus por ter me confiado essa missão e ela me foi confiada por pessoas. Procurarei cumprir ao que me é designado. Já passei por aqui e retorno com muita alegria com essa nova missão. Peço que rezem por mim que estaremos trabalhando juntos para levar o amor de Deus, como família cristã”, projeta Frei Cláudio.

Sobre o novo pároco

Frei Cláudio nasceu no dia 30 de novembro de 1978, em Cândido Mota, no interior do estado de São Paulo. Foi ordenado no dia 26 de maio de 2007. Atuou como vigário paroquial durante 12 anos nas cidades de Cândido Mota, Penápolis, Dracena e na comunidade de Sapopemba, na zona leste de São Paulo.

Rito da posse

A missa foi presidida pelo vigário geral da Diocese de Santo André, Pe. Ademir Santos de Oliveira. Também participaram da missa o ministro provincial Frei Arcanjo Soares; o vigário provincial, Frei Alonso Aparecido; o coordenador da Região Pastoral Santo André – Centro, Pe. Fernando Sapaterro; e demais freis presentes.

A leitura da provisão de posse do Frei Cláudio Moraes Messias foi realizada pelo Frei Arcanjo. O novo pároco fez a profissão de fé, a fim de manifestar a disposição de cooperar com o bispo e a Diocese de Santo André, trabalhando em comunhão e cuidando com zelo da paróquia que está sendo entregue a ele. Em seguida, recebeu o livro das sagradas escrituras das mãos do Pe. Ademir.

Foram entregues pela comunidade, as chaves da igreja e do sacrário, a jarra com água batismal e a estola roxa. Antes de ser declarado empossado, Frei Cláudio fez o juramento de fidelidade e foi aclamado pelos paroquianos locais que prestigiaram o ato religioso.

A celebração

“Expresso gratidão a Dom Pedro pela fraterna acolhida na Diocese de Santo André. A todos irmãos e irmãs que vieram celebrar conosco, escolhemos o frei Cláudio para estar à frente desta paróquia. Desejo que faça um bom trabalho”, enfatiza Frei Arcanjo, ao destacar três pilares da espiritualidade franciscana como acolhida fraterna, zelo na distribuição e administração dos sacramentos e também a proximidade com os mais pobres e necessitados.

Em sua homilia, Pe. Ademir destacou a celebração da vida da fé, da vida em comunidade e da igreja, do povo de Deus escolhido por Jesus formado e congregado pela Palavra de Cristo para ser no mundo um sinal e um sacramento de salvação, alinhado com a leitura do Evangelho de Mateus, em que Jesus prega aos discípulos na montanha e dizendo o que espera de cada um de nós como cristão.

“Cada um procurando corresponder a sua vocação, como leigos, coordenadores de pastorais, movimentos, como sacerdotes e pastores da comunidade. Cada um nós somos convidados por Jesus a aperfeiçoar a lei do amor que Deus plantou em nossos corações, em nossas vidas”,

Sobre a missão do novo pároco, Pe. Ademir diz que Frei Cláudio é um sinal visível de Cristo na comunidade.

“É ele que dia a dia vai nos alimentar com a palavra divina, nos exortando a buscar cumprir com perfeição os mandamentos da lei de Deus. É ele que vai santificando esse povo que peregrina nesta comunidade paroquial, através da celebração dos sacramentos, mas sobretudo do sacramento da eucaristia. É ele que vai acolher e amparar as famílias entristecidas pelas perdas de seus entes queridos, socorrendo e acolhendo para confissão, orientação espiritual, visita aos enfermos e benção das famílias nos lares”, ressalta.

Conselhos de família

Representando a família do Frei Cláudio, a tia Lucila de Paula Franco da Silva, 67 anos, e a prima Milena Franco da Silva, 37 anos, apoiaram Frei Cláudio diante dos novos desafios ao assumir a Paróquia Santo Antônio.

“Que Deus possa usá-lo com toda autoridade para glória Dele”, conclama Lucila.

“Conhecendo a comunidade, sabemos que a região é muito grande e precisa de pessoas como ele que façam o bem e que procurem resgatar muitas vidas e trazer para a igreja. Que mostre algum lugar que acolha, que ofereça amor, como um representante de Deus”, acrescenta Melissa.

Atuando na liturgia e no curso de noivos da Igreja Santo Antônio durante 30 anos (1983 a 2013), o casal Antônio Carlos Garcia, 67 anos, e Deraldina Silva Garcia, 70 anos, desejou uma missão exitosa para o novo pároco.

“Como o Papa Francisco diz: pratique a Igreja em Saída”, conclama Garcia. “Que seu trabalho seja voltado para os mais necessitados”, complementa Deraldina.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024