Diocese de Santo André

Hora Santa Diocesana exalta dom da alegria de Jesus que fortalece as famílias

Meditando sobre o dom da alegria de Jesus Cristo como fator fundamental para a união das famílias, o bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini presidiu na noite de sexta-feira (06/08), a “Hora Santa Especial para as Famílias” que abriu a Semana da Família na Diocese de Santo André.

Clique aqui e confira a programação diocesana da Semana da Família

Dom Pedro iniciou a reflexão promovendo um diálogo com Jesus sobre a alegria do amor na família, tema da Semana da Família, ao exaltar o vosso espírito como aquele que dá vida, entusiasmo e alegria para superação das dificuldades. “Queremos agradecer Jesus Cristo pelo dom da alegria para nós que acreditamos em ti, que sois Deus vivo verdadeiro. A fonte da alegria é Deus Pai, Filho e o Espírito Santo. Essa alegria brota da trindade e desce sobre nós em forma de amor. Amor vivido em cada um de nós, em especial nas famílias, para superar as dificuldades e tristezas que pela nossa falta de fé acaba matando a alegria, que é dom vosso conferido a todos que acreditam em vós, pela força do espírito, através dos sacramentos”, ressalta.

 

Momento de prece e adoração

O momento de prece e adoração ao Santíssimo Sacramento realizado na Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro de Santo André, reuniu membros e representantes da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar e de todo o Setor Família (Equipes de Nossa Senhora, Comunidade Famílias Novas, Defesa da Vida, Encontro de Casais com Cristo, Movimento Familiar Cristão, Ministério para as Famílias Renovação Carismática Católica e MOB Método de Ovulação Billings), além de religiosos, religiosas e fiéis. Contou também com as presenças do assessor diocesano do Setor Família, Pe. Flávio Gomes de Alcântara; do vigário episcopal para a Pastoral e pároco da catedral, Pe. Joel Nery; e do secretário episcopal, Pe. Camilo Gonçalves de Lima.

“Que esse momento de oração seja um momento de intercessão pedindo para as famílias de nossa querida Diocese de Santo André. Senhor Jesus, visite-as, com o vosso amor infinito, com sua sabedoria e com a vossa graça, para derramar sobre elas o desejo de serem melhores, se unirem e trabalharem em favor da vida, das famílias, em especial, as mais pobres, aquelas que estão passando fome, dificuldades, porque a união de todos que sinaliza ao mundo, a alegria final da vitória vossa, do Ressuscitado sobre o pecado e a morte”, reflete Dom Pedro. Todos os grupos, movimentos, pastorais, leigos e leigas, padres, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas são convidados a participar da Semana da Família.

 

Desafios na evangelização

O casal coordenador da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar, Claudenice e Aparecido Gomes Caliari, abordou os desafios de evangelizar as famílias nestes tempos de pandemia em que as transmissões online têm se notabilizado como uma alternativa eficaz, mas que precisa ser aliada aos momentos presenciais, gradualmente. “Temos que ter o foco constante na acolhida, fruto do Sínodo Diocesano e que consta em nossos itinerários do 8º Plano Diocesano de Pastoral. As pessoas necessitam da Igreja por perto para fortalecer a fé, sendo importante também trabalhar a espiritualidade diariamente”.

Pe. Flávio acredita que o processo de escuta para a Assembleia Eclesial para a América Latina e do Caribe à luz do Documento de Aparecida vai trazer questões ao clero, por meio dos testemunhos e propostas das pastorais e movimentos, que provoquem uma conversão pastoral. “O Papa fala da sinodalidade, de uma Igreja sinodal. Essa assembleia propõe esse modo de acolher, de pescar as pessoas de volta, ou seja, uma Igreja em saída, que traz as pessoas, mas vai ao encontro, uma reciprocidade, um ato de amor”, frisa.

 

Tema da Semana da Família

O tema escolhido para a Semana da Família 2021: “A alegria do amor na família” e o lema “Dá e recebe, e alegra a ti mesmo (Sir 14, 1)” estão em sintonia com a proposta do Papa Francisco, que convocou o Ano Família Amoris Laetitia (2021-2022) inspirado nos 5 anos da exortação apostólica. A Semana da Família na Diocese de Santo André também atende aos itinerários de formação, oração e espiritualidade do 8º Plano Diocesano de Pastoral. “Neste ano que estamos comemorando os cinco anos da Amoris Laetitia, que foi a exortação apostólica pós-sinodal após dois concílios da família, um extraordinário, e outro ordinário. Então, a Hora da Família traz esse tema da Alegria do Amor na Família e tem uma proposta de muitas reflexões a respeito do casamento, dos jovens, dos avós, enfim, uma semana bastante propícia para nós, em família, nos reunimos para fazer um programa diferente, uma oração, um terço para estar em família. E aqueles que têm a oportunidade  de vivenciar na sua paróquia, na sua diocese, vamos nos unir em oração pelas nossas famílias e famílias do mundo todo, especialmente aquelas que estão sofrendo nestes tempos de pandemia”, reforça o casal coordenador da Pastoral Familiar no Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Osmarina de Fátima Pazin Baldon e Benedito Antônio Baldon, atuante na Diocese de Santo André na Comissão em Defesa da Vida.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024