Diocese de Santo André

Movimento das Mães e Madrinhas completa 10 anos de oração pelos padres

Gratidão, perseverança, força e fé por uma década de oração pelos padres da Diocese de Santo André. Essas foram algumas das palavras mais pronunciadas na tarde de quinta-feira (03/10), durante a Missa Anual em Ação de Graças pelo Movimento das “Mães, Madrinhas, Pais e Padrinhos Orantes para os Sacerdotes”, presidida pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini, na Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro do município.
Surgido em 2009, a pedido de Dom Nelson Westrupp – hoje bispo emérito–, por ocasião do Ano Sacerdotal, o movimento orante completou dez anos de atuação disseminando o poder da oração e formando vários grupos espalhados pelas paróquias das sete cidades do Grande ABC.

“Gostaria de agradecer por vocês rezarem pelos nossos sacerdotes, presbíteros. Nós cremos que a oração produz efeitos práticos na vida das pessoas. Jesus diz para rezarmos e não cairmos em tentação. São Paulo recomenda “Orai sem cessar” (1 Tessalonicenses 5,17). Que vocês rezem pelos nossos padres. Coragem e continuem perseverando na fé”, enfatiza Dom Pedro.

O vigário episcopal para Pastoral, Pe. Joel Nery, destacou que a iniciativa ganhou adesão ao longo de uma década. “Enfim, começou com ao menos uma pessoa rezando em comunhão com toda a diocese. E foi crescendo. Duas, três, vinte pessoas orando pelos sacerdotes. Que Deus abençoe essa missão e agradecemos pela lembrança de rezar por nós”, comenta o pároco da catedral, um dos concelebrantes da missa ao lado do secretário episcopal. Pe. Camilo Gonçalves.

Gratidão e determinação

Discípula da Mãe de Deus e coordenadora das “Mães, Madrinhas, Pais e Padrinhos Orantes para os Sacerdotes”, Irmã Sandra Carvalho recorda a caminhada cheia de desafios, mas alimentada de determinação. “A alegria do Senhor é a nossa força. Gratidão a Deus por esse dia, onde muitas vezes remando contra a maré, enfrentamos vários desafios que nos pressionam a tomada de decisões. Ir além ou desistir. Gratidão a Deus por ser Igreja e fazer parte desse corpo místico, deixando Cristo ser o centro da missão e abraçando ao chamado”, sintetiza, ao frisar a importância da oração pelo clero e pela igreja.
“A messe é grande, mas os operários são poucos. Peçamos ao Dono da messe que envie operários, com alegria enfrentemos os desafios, sem jamais desistir”, complementa.
Antes do encerramento da celebração, Valdete Carmona, da Paróquia Sagrada Família (Região Anchieta – São Bernardo), leu uma mensagem de agradecimento ao bispo e aos padres. “Obrigada pela acolhida e por tratar com tanto carinho o nosso movimento, que vai se fortalecendo a cada dia, justamente por termos pessoas como o senhor (Dom Pedro) e os nossos párocos alimentando-nos com sabedoria, paciência e amor.”

Participe

Quem desejar fazer parte deste movimento, nos grupos ou até criar novos grupos em suas paróquias, pode entrar em contato com a Irmã Sandra nos telefones: 4459-8407 ou 96448-4377. 

Compartilhe:

Homilia, Missa do Jubileu Diocesano 70 Anos da criação da Diocese de Santo André

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo