Diocese de Santo André

Natal dos Padres expressa unidade e ações do 8º Plano de Pastoral

Sacerdotes da Diocese de Santo André estiveram reunidos num dia de confraternização e espiritualidade, destacando frutos deste ano e projetando iniciativas para 2020

“Natal é tempo de alegria, de podermos nos confraternizar, de sabermos que nossa vocação é reafirmada neste encontro. E que possamos nesse ano que se aproxima fazer um propósito de estarmos mais próximos dos irmãos que às vezes estão tristes. O Natal nos convida a ter uma atitude de alegria, de ter Jesus no coração e levá-lo aos outros.”

Com essa mensagem inspiradora, o bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini destacou o trabalho missionário e a prática dos itinerários do 8º Plano de Pastoral, durante a confraternização do Natal dos Padres ocorrida na sexta-feira (27/12), na Casa de Retiro Santa Maria, na Região Pastoral São Bernardo – Anchieta.

Acolhida e Missão

Dom Pedro salientou aos sacerdotes que nunca podemos desistir de postular pacientemente a unidade. O bispo aproveitou para destacar os dois principais pontos prioritários elencados a partir do Sínodo Diocesano: a Acolhida. “Natal é luz. E essa palavra luz nos indica a presença acolhedora de Deus, que nos acolhe e nos estimula a acolher outros. Como foi falado aqui, nós observamos tantas coisas boas, quanto que a Igreja através dos trabalhos, das comunidades, pode iluminar um ambiente muitas vezes sofrido. Nessa escuridão, por mais difícil que seja, nós temos sido luz através das comunidades, do nosso trabalho”, destaca.

E a Missão. “O Natal também nos fala do anúncio. Jesus anuncia para nós, a paz. Nós também observamos o quanto que a Igreja tem se tornado missionária. Nos mostra o esforço da Igreja em ser missionária, com atos concretos, e não somente com discurso”, enfatiza.

Sobre o encontro

O encontro organizado pela Comissão Diocesana da Pastoral Presbiteral teve momentos de confraternização e espiritualidade, troca de presentes e almoço.

Durante os instantes de silêncio e reflexão, um representante de cada região pastoral da diocese partilharam os trabalhos realizados ao longo do ano, principalmente em relação à prática dos itinerários do 8º Plano Diocesano de Pastoral, como formações, encontros, eventos, o Mês Missionário Extraordinário, o 3º Dia Mundial dos Pobres nas regiões e a criação do Vicariato Episcopal para a Caridade Social, bem como a união das paróquias, participação dos fiéis e dos padres nas iniciativas propostas pela Igreja Diocesana.

O coordenador da Pastoral Presbiteral, Pe. Roberto Alves Marangon, o Pe. Beto, promoveu a seguinte avaliação sobre o Natal dos Padres, ao relembrar alguns momentos frutíferos na caminhada diocesana em 2019, que foi expresso na fala e na partilha dos sinais em cada região pastoral.

“Nós temos a certeza de que, tanto o Sínodo como o 8º Plano Diocesano é um rumo, um caminho pelo qual devemos seguir e percorrer para uma efetiva evangelização. São instrumentos que nos ajudam para organizarmos bem a nossa vida pastoral em nossas comunidades e observamos a realização de tudo isso ao longo desse ano”, analisa.

Compartilhe:

Homilia, Missa do Jubileu Diocesano 70 Anos da criação da Diocese de Santo André

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo