Diocese de Santo André

Paróquia Menino Jesus de Praga: retorno às origens e um presente para a comunidade de fé em Diadema

Valorização da história de evangelização e da missão do povo de Deus! A comunidade de fé em Diadema ganhou um presente ao ter o pedido atendido pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini, para que a paróquia recebesse a denominação Menino Jesus de Praga, como na sua origem e na intenção dos seus fundadores. A decisão também contempla muitos fiéis devotos das cidades vizinhas do ABC, da Grande SP e de outras localidades.

Conforme decreto diocesano publicado no dia 12 de maio de 2021, a renomeação do Orago da Paróquia atende a reivindicação da comunidade existente onde hoje é a igreja Matriz da referida paróquia (situada à Rua Luíz de Vasconcelos, 100, Vila Nogueira – Diadema), dedicada ao Menino Jesus de Praga conforme consta no primeiro Livro Tombo (1978-1996), sendo que esta era a devoção do povo que ergueu a então capela.  A paróquia foi criada no dia 9 de abril de 1987.

“Refletindo junto com o CPP (Conselho de Pastoral Paroquial), CAEP (Conselho de Assuntos Econômicos Paroquial) com toda a comunidade, resgatando e valorizando a história, pedimos a Dom Pedro que pudesse renomear a paróquia, colocando-se novamente o nome de origem: Menino Jesus de Praga”, revela o administrador paroquial da Paróquia Menino Jesus de Praga,  Pe. Jailson José dos Santos, que está à frente da paróquia desde o dia 15 de fevereiro de 2021.
Segundo Pe. Jailson, a devoção ao Menino Jesus de Praga na paróquia será celebrada todo primeiro final de semana de junho, como ocorre tradicionalmente em diversos lugares do mundo, embora em alguns países e regiões celebrem no dia 25 de janeiro, 25 de junho ou mesmo no Natal (25 de dezembro).

“É uma alegria para nós neste mês de junho, realmente celebrarmos a nossa paróquia, porque é um mês de festa desta celebração que vivemos da Paróquia Menino Jesus de Praga. Essa paróquia, na sua origem, foi fundada com esse nome, mas no decorrer do tempo foi deixando de usar esse nome. Somente utilizando Menino Jesus. Mas nós vivemos uma devoção ao Menino Jesus de Praga desde o início”, celebra o sacerdote. Com o decreto em vigor, a Diocese de Santo André conta agora com uma paróquia dedicada ao Menino Jesus de Praga, em Diadema.

Sobre a devoção
A devoção ao Menino Jesus de Praga tem a origem de estar em socorro de todos aqueles que estão aflitos e buscam Nele, a paz e o conforto para suas vidas. É simbolizada numa imagem do menino vestido de Rei, com o globo terrestre na mão esquerda e a mão direita levantada para abençoar. A imagem, na verdade, é originária da Espanha do século XVI (levada pela duquesa Maria Manrique de Lara para Praga). “Pela tradição na República Tcheca, onde começou essa devoção ao Menino Jesus Praga (no século XVII), uma princesa (Polyxena Von Lobkowicz, 1566–1642, filha da duquesa Maria Manrique de Lara) entregou aos frades carmelitas descalços essa devoção, essa pequena imagem (em 1628 e que até hoje se encontra na Igreja de Nossa Senhora das Vitórias, em Praga), e a partir disso, em torno do Menino Jesus de Praga se colocou nossa esperança e confiança em Deus, porque olhando a face do Menino Jesus de Praga nós vemos uma serenidade, um ar de confiança”, explica Pe. Jailson.
“Então, nessa devoção ao Menino Jesus de Praga somos convidados a olhar para sua face e realmente colocarmos toda tribulação, todas nossas aflições e Nele encontrar a tranquilidade, o alívio, um ar para respirar, o qual nos leve a uma tranquilidade e confiança em Deus”, complementa.

Sobre a missão
De acordo com Pe. Jailson, após a oficialização do nome que recorda as raízes de fundação da comunidade, o bispo da Diocese de Santo André,  Dom Pedro Carlos Cipollini propôs uma grande missão nessa devoção ao Menino Jesus de Praga, de orar por todos nascituros, trabalhando na defesa das duas vidas: da mulher, mãe; e da vida que está sendo gerada, das crianças, dos adolescentes e dos jovens. “Observamos que em torno do Menino Jesus de Praga existe uma grande missão, de levar as crianças, os adolescentes e jovens mais próximos de Jesus, e assim também crescer, assim como o próprio Jesus cresceu em graça, em sabedoria, em obediência aos pais, e também buscando sempre a vontade de Deus como Jesus disse no próprio templo: “Não deveria eu estar na casa do meu pai?”. Assim possamos também trabalhar para que as crianças, os jovens busquem sempre a Deus”, conclama.

 

Oração e benção
Finalizando a reflexão, Pe. Jailson deixa uma oração para toda a comunidade de fé em Diadema e para todos os diocesanos devotos do Menino Jesus de Praga. “Que nós também possamos nos colocar diante do Menino Jesus contemplando a sua face, no acolhimento aos aflitos e que sofrem neste momento, trazer o conforto e a força na confiança em Deus. Como o próprio Jesus disse: “Se não tivermos um coração de criança, não entraremos no reino dos céus”. Coloquemo-nos à disposição de Jesus com um coração de criança, que em Deus confia, que em Deus espera. Menino Jesus de Praga, intercedei por nós!”

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024