Diocese de Santo André

Fevereiro

O mês de fevereiro é o menor do calendário, nem por isso deixa de ter sua riqueza, assinalando datas importantes. Logo se pensa no Carnaval, e as pessoas costumam dizer que o Brasil só funciona após o Carnaval. É uma ideia equivocada, porque a maioria da população está desde o início do ano trabalhando, e muito.

O que podemos desejar é que os festejos do Carnaval, esta bonita festa popular, tragam alegria verdadeira, não só contentamento que passa rápido, deixando angústia e desgosto de paixões mal vividas, muitas vezes afogadas em bebida.

Algumas categorias de trabalhadores serão contempladas neste mês: dia 1º é dia do publicitário, dia 7 do gráfico, dia 10 do atleta. Sempre nos lembraremos de alguns amigos  conhecidos para homenagear neste seu dia, e isto é bom.

É rico também o calendário religioso que assinala dia 2 como o dia que celebramos Nossa Senhora da Candelária, ela apresenta Jesus “luz do mundo”; dia 3 São Brás, que protege a garganta; dia 11, Nossa Senhora de Lourdes, dia da bênção aos doentes, pois Lourdes é o maior centro de peregrinações de doentes do mundo, e, dia 22, dia da Cátedra de São Pedro.

Mas é na quarta-feira de Cinzas, o dia mais importante. Na minha agenda tem a seguinte frase neste dia: “Tropeçamos sempre nas pedras pequenas, porque as grandes sempre enxergamos”. De fato, são tantas pedras pequenas no nosso caminho que, às vezes, formam obstáculos intransponíveis. E pensar que muitas destas pedras nós mesmos as colocamos!

A quarta-feira de Cinzas assinala o início da Quaresma, tempo propício para refletir mais demoradamente nas pedras do caminho que nos atrapalham em nossa caminhada para Deus e para os irmãos.

Quaresma é tempo de penitência e isto parece anacrônico. Ela, porém, é aconselhada por muitos profissionais admirados e seguidos. Não há penitência maior que o autoconhecimento, é aconselhado por psicólogos. Comer menos, fazer exercícios, o que tira do comodismo, é aconselhado pelos médicos. Ter educação e cordialidade no trato é aconselhado por qualquer agência de emprego. Deixar a preguiça, trabalhar com honestidade é norma em qualquer curso de capacitação. Paciência no trânsito é ensinada em autoescolas e assim por diante…

Não fumar, não beber em excesso é recomendado pelo Ministério da Saúde. Ensinar crianças a ter disciplina é sinal de amor por elas, dizem os pedagogos. Enfim, a penitência está na ordem do dia com outro nome.

Quando os profissionais prescrevem é qualidade de vida. Quando a Igreja propõe com base no Evangelho é atraso, repressão etc. A diferença é que para a pessoa religiosa tudo isto deve ser feito por amor, como Jesus recomenda e não por interesse ou segundas intenções. Vivamos bem o mês de fevereiro que este ano é bissexto, e portanto mais longo.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024