Diocese de Santo André

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus é vivenciada nas paróquias do Grande ABC

Junho é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus e os fiéis das 105 paróquias da Diocese de Santo André são convidados a contemplar e experimentar, nesta prova de fé, o infinito amor de Deus por nós. A origem da devoção ao Coração de Jesus é muito antiga, desde o início da Igreja, e ganha novo impulso após as visões de Santa Margarida Maria Alacoque (1647-1690), em 16 de junho de 1675, quando o Filho de Deus lhe mostrou seu Coração rodeado por chamas de amor, coroado por espinhos, com uma ferida aberta da qual brotava sangue e, do interior do mesmo, saía uma cruz.

Neste mês, os paroquianos devem participar mais intensamente de atividades como momentos oracionais e novenas nas igrejas, rezar com as famílias nas casas, visitar os doentes nos hospitais, bem como integrar as adorações ao Santíssimo Sacramento, procissões e celebrações, principalmente às sextas-feiras.
Vale lembrar que o Papa João Paulo II (1920-2005) sempre foi um dos incentivadores dessa devoção promovendo o fortalecimento da amizade do povo com Jesus.
*

Plano Diocesano de Pastoral

Das oito ações que tem como objetivos a difusão do Reino de Deus nas sete cidades do Grande ABC, quatro itinerários elencados pelo 8º Plano Diocesano de Pastoral – originário do documento da Constituição Sinodal, que vigorará até o ano de 2022 – devem ser praticados mais intensamente em junho, pois se identificam diretamente a devoção do Sagrado Coração de Jesus e ao carisma de espiritualidade do Apostolado da Oração:

– A convivência e oração comunitária, motivando e organizando, com frequência diária ou semanal, atividades para uma vida comunitária orante, de forma a criar um ambiente de oração e acolhimento do próprio Jesus em sua casa, através de seminários de oração, Lectio Divina comunitária, Liturgia das Horas, adoração eucarística, entre outros momentos;
– A formação para a missão, capacitando agentes de pastoral em geral e missionários visitadores para entronizar a imagem e quadro do Sagrado Coração de Jesus nas casas, especialmente de pessoas afastadas;
– As visitas missionárias, que visam integrar os grupos de visitadores das paróquias nas visitas e organizar eventos com as pessoas que foram visitadas, para realizar a entronização do quadro do Sagrado Coração de Jesus;
– E a ação solidária, ao organizar visitas e plantões aos velórios, bem como a promoção do acolhimento e oração junto às famílias enlutadas.
*

Peregrinação do quadro
Neste sentido, em sintonia com os itinerários de missão, oração e acolhida do 8º Plano de Pastoral, a peregrinação do Ícone do Sagrado Coração de Jesus pelas dez regiões pastorais sinaliza a propagação da devoção e prepara os corações paras as comemorações dos 175 anos do Apostolado da Oração, em dezembro deste ano. Atualmente, o quadro percorre as paróquias de Santo André, na Região Leste, após passar pela Região Centro, em maio, e depois segue para a Região Utinga, no dia 19 de junho e permanece até o dia 12 de julho. Depois, o quadro continuará seu percurso pelas regiões Mauá (12 de julho a 4 de agosto), Ribeirão Pires – Rio Grande da Serra (4 a 27 de agosto), São Bernardo -Anchieta (27 de agosto a 19 de setembro), São Bernardo – Centro (19 de setembro a 11 de outubro), São Bernardo – Rudge Ramos (11 de outubro a 3 de novembro), São Caetano (3 a 20 de novembro) e encerrará em Diadema (20 de novembro a 6 de dezembro).
*

Manhã de Espiritualidade
Vale lembrar que outra ação do mês do Sagrado Coração de Jesus será a Manhã de Espiritualidade do Clero, no dia 28 de junho, das 9h às 13h, na Capela Sagrado Coração de Jesus (pertencente à Paróquia Sant’Anna), na Rua Domingos Rigo Filho, no Jardim Luso, em Ribeirão Pires.

Compartilhe:

Homilia, Missa do Jubileu Diocesano 70 Anos da criação da Diocese de Santo André

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo