Diocese de Santo André

Formação trabalha a espiritualidade dos ministros dos enfermos

Com o tema “A espiritualidade dos ministros dos enfermos”, o quarto e último Encontro Formativo de 2019 para os Coordenadores dos Ministérios Extraordinários nas paróquias da Diocese de Santo André aconteceu na noite de quarta-feira (27/11), no Auditório Dom Jorge Marcos Oliveira do Edifício Santo André Apóstolo da Cúria Diocesana, no Centro andreense.
Como sempre, a atividade teve início com oração e leitura do evangelho. Em seguida, o seminarista Cauê Ribeiro Fogaça iniciou a exposição do assunto destacando que a formação para os coordenadores dos ministros durante o ano esteve focada no tema da eucaristia. “Esse tema tem uma relevância central na vida da Igreja. Não simplesmente a celebração da Santa Missa, que foi um dos conteúdos, mas todas aquelas celebrações que decorrem dela. Adorações eucarísticas, celebrações da palavra e entregas de comunhão fora destas celebrações”, salienta Cauê, para então realizar a introdução da temática do encontro.

Importância do tema

Segundo o palestrante, para trabalhar a comunhão na perspectiva dos enfermos, é necessário saber como se leva o Corpo de Cristo aos doentes, qual a espiritualidade, onde começou essa tradição na Igreja e a razão de guardar a comunhão, ao relembrar o surgimento dos sacrários nas comunidades.
“Por muito tempo a comunidade cristã guardou a eucaristia para levar aos enfermos. Depois vem o culto eucarístico da adoração. Mas percebe-se um cuidado especial para com aqueles que são mais frágeis. Respondendo ao apelo do próprio Jesus. ‘Toda vez que você visita um doente ou alguém que está enfermo ou preso, foi a mim a quem visitou'”, sintetiza Cauê, ao complementar que a formação reaviva o sentimento de pertença numa comunidade, um dos itinerários do 8º Plano Diocesano de Pastoral.

Participação e aprendizado

Outros três encontros ocorreram durante o ano, sendo dois com base do estudo do Diretório Diocesano de Liturgia e um sobre o esquema do ano litúrgico, inserido nos Livros Sagrados. O casal coordenador diocesano dos ministérios extraordinários, Cláudio Manoel e Maria da Penha, fez uma avaliação dos encontros formativos e das celebrações eucarísticas encabeçadas pelo Pe. Gonise Portugal, nas dez regiões pastorais. “Os encontros de 2019 foram muito proveitosos. Os ministros que compareceram tiveram muitas dúvidas esclarecidas, bons ensinamentos e esperamos que 2020 seja ainda melhor”, projeta Penha. “As celebrações catequéticas, mistagógicas trouxeram muito aprendizado aos ministros. Pessoal bastante participativo e as explicações do Pe. Gonise durante as partes da missa eram bem interativas”, ressalta Cláudio.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024