Diocese de Santo André

Oficinas de Oração e Vida abre inscrições para novo ciclo neste 2º semestre

Saiba como participar das novas turmas que iniciarão o curso a partir do dia 4 de agosto, em seis cidades da Diocese de Santo André

O movimento eclesial católico Oficinas de Oração e Vida (TOV) prossegue com as inscrições abertas para as novas turmas do segundo semestre na Diocese de Santo André. O novo ciclo tem início a partir do próximo domingo (04/08). O público-alvo é todo fiel da Igreja e mais qualquer outra pessoa de fora da Igreja que busque a Deus.

As inscrições podem ser feitas nas paróquias e diretamente com os contatos de cada oficina. Confira ao final da matéria os telefones e locais dos encontros.

Mais informações sobre como participar das Oficinas de Oração e Vida no telefone: (11) 4425-4136/ 94196-3034 (falar com Tito), pelo e-mail: oficinasdeoracao@diocesesa.org.br e ainda pelos sites www.tovbrasil.com.br e www.tovpil.org

*

Dias e horários

Os dias e horários das Oficinas são os mais variados possíveis e estão publicados no portal www.tovbrasil.com.br , no item ‘Oficinas de Oração e Vida pelo Brasil’.  Da mesma forma, o leitor saberá o endereço mais próximo de seu interesse ao consultar a referida página.

O conteúdo das Oficinas que não seja para os adultos é flexível e normalmente ajustado de acordo com a demanda.

Diz o comunicado das Oficinas: “Irmão, tu nunca vais desejar o que não conheces. Se queres desejar Aquele que é a fonte da vida, a Oficina tem meios, apenas no campo da natureza, e não no da graça, que podem te ajudar neste propósito de santidade. Ela faz com que o humano e o divino andem de mãos dadas, tal como uma criança guiada e amada pelo Pai”.

*

Modalidades de Oficinas

As Oficinas acontecerão nas dez regiões pastorais da Diocese de Santo André, em seis dos sete municípios do Grande ABC, com adultos, jovens e crianças. A Associação de leigos das Oficinas oferece aos que tem fome de Deus as modalidades para adultos e jovens (na faixa etária entre 18 e 25 anos).

Adicionalmente para crianças (nas faixas etárias entre 7 e 9 anos; 9 anos a 12 anos), a fim de que elas comecem a ser introduzidas na vida de oração, de tal forma que venham a assumir Jesus como sendo seu melhor amigo. As Oficinas para adolescentes (faixa etária aproximada entre 12 e 18 anos) serão aplicadas sobre demanda.

*

Balanço do 1º semestre

Durante o primeiro semestre, as Oficinas de Oração e Vida acolheram 381 pessoas através de 55 serviços oferecidos que retratam, na prática, os itinerários 1 – que fala da convivência e oração comunitária seu objetivo, com o sentimento de pertença e comunhão na vida comunitária – e 2 – que trata da formação para o discipulado com o objetivo de proporcionar um itinerário de vivência com Jesus.

Iniciado em março deste ano, o primeiro ciclo atendeu 127 pessoas em São Caetano; 122 em Santo André; 56 em São Bernardo; 54 em Mauá; 12 em Diadema; e 10 em Ribeirão Pires.

*

Atuação na Diocese

As Oficinas de Oração e Vida completaram 35 anos em 2019. Atualmente, cinco equipes e 89 guias atuam no Grande ABC, sendo que 500 pessoas são evangelizadas por semestre, segundo consta no documento do Sínodo Diocesano. Uma das referências e grandes incentivadores das Oficinas na região foi Dom Cláudio Hummes, que atuou como bispo da Diocese de Santo André durante duas décadas (1975-1996).

As oficinas são uma nova forma de evangelização, uma apresentação mais vibrante e ativa de Jesus, com uma maior adaptação às necessidades da sociedade atual e ao que as pessoas necessitam.

*

Histórico

Fundada pelo frei espanhol Ignácio Larrañaga (1928-2013) em 1984, as Oficinas de Oração e Vida é um movimento eclesial católico, que começou com os encontros e experiências com Deus, sendo reconhecido e aprovado pela Santa Sé em 1997 e confirmado, segundo Decreto de Aprovação dado pelo Conselho Pontifício para os Leigos em 4 de outubro de 2002, com cerca de 18 mil guias atuando em 44 países e 12 idiomas. Anualmente, cerca de 200 mil participam dos encontros.

“O índice mais alto de maturidade humana é a capacidade de amar sem ser amado”, dizia frei Ignácio Larrañaga.

 

 

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024