Diocese de Santo André

EcoTV ABC: Pe. Joel Nery comenta sobre o Natal e a retrospectiva das ações da Diocese em 2021

O Vigário Geral da Diocese de Santo André e pároco da Catedral Nossa Senhora do Carmo, Pe. Joel Nery, participou na noite de quinta-feira (23/12), do último telejornal do ano da EcoTV ABC, nos estúdio do Canal Comunitário, na cidade andreense, em que recordou sobre sua trajetória, fez uma breve retrospectiva das ações da Igreja Católica em 2021, destacou o cuidado com a vida durante a pandemia, abordou o protagonismo do Papa Francisco e explicou o significado e a vivência do Natal nos tempos atuais. 

“Convido você a colocar diante de Deus, a nossa vida, e pedir que a força do espírito do Natal venha sobre todos, sobre esse canal que deve levar a vida adiante. Que o tempo do Natal nos ajude a viver mais aquilo que refletimos, o espírito de solidariedade o ano inteiro, a empatia, e não a intolerância. Deus abençoe!”, refletiu Pe. Joel, na mensagem de Feliz Natal durante o encerramento do telejornal apresentado pelo jornalista Fábio Bézza.

Pe. Joel Nery iniciou a nova missão como Vigário Geral no dia 30 de novembro, na Solenidade de Santo André Apóstolo. Saiba mais sobre o presbítero

Assista ao telejornal, na integra: 

Clique aqui 

Natal nos tempos atuais

Durante o bate-papo, o pároco da Catedral do Carmo salientou como as famílias devem viver o Natal na atual sociedade. “Lembrar como pessoa de fé, acreditando que a origem de tudo está em Deus e aproveitando esse tempo do Natal, como memória disso, Ele (Jesus Cristo) que é origem, fonte de tudo, não se fez longe daquilo que criou, mas ele quis assumir plenamente a realidade criada, porque também cremos na origem da vida humana em Deus e Ele, que se fez humano como nós, veio para resgatar-nos. Que o Natal nos ajude a ter essa certeza, que independente da religião, da expressão de fé, eu creio que a origem de tudo está em Deus […] Deveremos pensar e repensar a forma de viver. Deveríamos, ao longo dos 365 dias do ano, pensar mais no outro do que em mim. Sermos mais empáticos, solidários. Isso seria uma revolução na sociedade. Pensarmos pelo prisma do outro, o mundo com certeza seria muito melhor” reflete Pe. Joel.  

O Vigário Geral também comentou sobre a experiência da troca de presentes. “Importante valorizar esse momento de comunhão, mas para também lembrarmos que a garantia dessa experiência é o grande presente que recebemos, Jesus Cristo, Deus Conosco”, ressalta. 

Cuidado com a vida

Neste ano de 2021, em plena pandemia, a Igreja Católica no Grande ABC, diante dos desafios e dificuldades que se apresentam nos tempos atuais, como o desemprego, a fome, a violência e o preconceito, prosseguiu o seu caminho de evangelização e da promoção humana.

A Diocese de Santo André defendeu a vacina contra a Covid-19 para todos e o cuidado com a vida de cada cidadão na retomada das atividades presenciais, seguindo todos os protocolos sanitários determinados pelas autoridades da Saúde. Em junho deste ano, a Catedral do Carmo foi palco de uma celebração presidida pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini, em memória das 500 mil vítimas do novo coronavírus.

“Desde o início tivemos vários comunicados. Cada situação que mudava era pensar, rever e evidente para nós cristãos, o presencial, estarmos juntos, celebrar, comungar, precisa da presença, mas era necessário o distanciamento da presença física em determinados momentos”, disse Pe. Joel, ao destacar a importância da vacina ao longo da história e do papel do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC e da comunhão das sete cidades seguindo as orientações da ciência e das autoridades da saúde.

Solidariedade

A solidariedade também foi um ponto alto em 2021. Diante da necessidade de acolher aos mais necessitados na sociedade, a Igreja Católica no Grande ABC promoveu diversas ações, por meio do Vicariato Episcopal para a Caridade Social, como a realização do Tapete Solidário no Corpus Christi, o Dia D da Campanha do Agasalho, as criações da Pastoral do Povo da Rua e do Serviço de Fraternidade e Partilha, bem como o V Dia Mundial dos Pobres que atendeu cerca de 2,5 mil pessoas, muitas delas em situação de rua e desempregadas, com refeições, doações de roupas, cortes de cabelo, barba e unha, além de outros serviços. 

Pe Joel também comentou sobre a importância dos fundos de solidariedade dos municípios do Grande ABC e das ações diocesanas do Vicariato Episcopal para a Caridade Social, criado em novembro de 2019. “Esse sentimento de solidariedade deveria se expandir para os 365 dias de fato. Em tempos de polarização, de discórdia, esse momento de Natal deve reacender em nós a esperança de dias melhores, sempre. A solidariedade é a expressão desse desejo de concórdia, de unidade, que o Príncipe da Paz veio trazer.”

Iniciativas inéditas

Entre algumas ações criadas pela Diocese de Santo André estão o novo Programa Apóstolos Acolhida e Missão, mensal, pelas redes sociais; as atividades mensais do Ano de São José e do Ano Família Amoris Laetitia, ambos convocados pelo Papa Francisco; o novo Podcast do Programa Verbum, o Manual com as diretrizes para a etapa local do Sínodo dos Bispos; o Lançamento do Diretório Diocesano dos Sacramentos; à Criação da Pastoral do Povo da Rua; a Criação do Serviço de Fraternidade e Partilha. e o Apostolado Courage.

Pe. Joel também destacou a consolidação dos trabalhos realizados pela Pastoral da Comunicação nos três níveis: diocesano, regional e paroquial, no comprometimento em levar a Boa Nova e as lives para todos os fiéis. 

Protagonismo do Papa Francisco

A Diocese também esteve em sintonia com tudo o que acontece na Igreja no Brasil e no mundo, participando ativamente dos processos de escuta da Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe e da fase diocesana do Sínodo dos Bispos, sendo a primeira vez que um papa convida todo o povo de Deus para elaborar propostas aos dois eventos.

“O Papa Francisco é uma liderança  que com certeza ficará na história como uma figura de comunhão, de unidade, de pacificação, de pés no chão, diante de tantos exemplos de autoridades que, ao invés de fomentar a paz, fomenta o ódio e a violência, num mundo marcado por intolerâncias”, enfatiza. 

Pe. Joel relembra que um dos grandes carismas do Santo Padre é a defesa em todos os segmentos. “Tem esse olhar a partir dos pequenos e dos pobres, aquilo que Jesus trouxe como mensagem, ao se fazer pobre e chamar a atenção para a vida defendida acima de tudo, e um grande eixo do ministério papal é esse olhar também para a ecologia integral como parte da defesa da vida”, menciona. Vale lembrar que o Papa Francisco publicou em 24 de maio de 2015, a encíclica Laudato Si’ que fala exatamente desse cuidado com a Casa Comum.

Compartilhe:

Ginásio lotado com mais de 7 mil pessoas marca celebração dos 70 anos da Diocese de Santo André

Catedral diocesana celebra sua padroeira

Padre Toninho assume nova missão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Jovens Sarados comemoram 15 anos com missa presidida pelo bispo diocesano

ENCONTRO CHEGA AO FIM COM REFLEXÃO SOBRE PERSPECTIVAS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

PARTICIPANTES DE ENCONTRO DESTACAM PROPOSTA DE SINODALIDADE NA AÇÃO PASTORAL DA IGREJA

“O COORDENADOR DE PASTORAL É UM MEDIADOR DA GRAÇA DE DEUS E PROMOVE A COOPERAÇÃO NA COMUNIDADE”, DISSE NÚNCIO APOSTÓLICO

Encontro Diocesano dos Coroinhas e Cerimoniários reúne mais de 2500 jovens e crianças

Nossa Senhora do Carmo

nomeacoes

Nomeação e provisões – 03/07/2024